Category Archive : Dicas

12 dicas para ter um bom desempenho em uma entrevista por Skype

e você ainda não passou pelo processo de ser entrevistado online, confira 12 dicas para ter um bom desempenho em uma entrevista por Skype

É cada vez mais frequente, principalmente nas organizações descentralizadas, realizar uma primeira fase de um processo de seleção por Skype.

A economia de tempo e a agilidade no processo são algumas das razoes para que isto ocorra.

Mas, como dar o melhor de si mesmo, da mesma maneira que faria se fosse uma entrevista presencial?

Entrevistas online têm se tornado uma alternativa cada vez mais viável aos recrutadores de empresas. Elas possibilitam um gasto de tempo menor e o candidato não precisa se locomover até um local determinado para poder ser entrevistado. Se você ainda não passou por essa experiência, é importante que você saiba como agir para que tenha um bom desempenho em uma entrevista desse tipo e consiga a vaga que deseja.

1. Olhe para a câmera, não para a tela

É normal que você tenha vontade de observar você mesmo para ver como aparece ou então observar o entrevistador, porém, evite isso ao máximo e procure olhar diretamente para a câmera, como se estivesse focado nos olhos da outra pessoa.

2. Vista-se adequadamente

É esperado que você utilize roupas que usaria em uma entrevista feita pessoalmente. Por isso, vista roupas sociais e passe uma imagem profissional.

3. Prepare o local

É importante que você organize o local onde ficará durante a entrevista. Um lugar quieto com um fundo neutro, como uma parede clara, é ideal para que você seja o único foco da entrevista.

4. Pratique

As primeiras entrevistas por Skype podem parecer um pouco desconfortáveis no começo. Por isso, para diminuir essa estranheza, você pode praticar com um amigo as maneiras como você vai se posicionar, como vai responder e até o que utilizará como resposta a determinadas perguntas.

5. Feche outros programas no computador

Você não quer receber notificações no Facebook durante sua entrevista, certo? Além de ser uma distração, isso causaria danos a sua imagem profissional e você poderia até mesmo ser desclassificado.

6. Use notas

Fazer notas e deixá-las por perto para lembrar você de coisas importantes que devem ser ditas durante a entrevista é uma boa dica para que você não deixe de comentar sobre todos os seus pontos positivos que podem garantir sua contratação. Só tome cuidado para não escrever coisas demais e se perder enquanto as lê.

7. Evite interrupções

Para que você não precise interromper a entrevista, certifique-se previamente de que as pessoas que estarão na sua casa saibam que você estará em um momento importante para seu futuro profissional e, assim, não atrapalhem de forma alguma.

8. Mantenha seu perfil profissional

Antes da entrevista, confira se você utiliza um nome de usuário profissional na sua conta do Skype, assim como a foto que você usa no perfil.

9. Preste atenção na sua linguagem corporal

Faça o possível para manter uma boa postura durante a entrevista e para não passar sinais corporais que podem ser interpretados de maneira incorreta pelo entrevistador, como desinteresse por apoiar a cabeça nas mãos, por exemplo.

10. Evite problemas de som

Verifique o áudio do seu computador e o seu microfone para saber se estão funcionando bem. Dessa maneira, você evita passar por situações desconfortáveis por não ouvir o que o entrevistador disse a você ou por ele não ouvir corretamente.

11. Certifique-se de que o entrevistador está atento

É importante que você pare algumas vezes para verificar se o entrevistador está atento ao que você diz. Porém, não faça muitas pausas. Algumas breves são suficientes para conferir se ele entendeu todas as informações.

12. Agradeça

Enviar um e-mail de agradecimento é tão importante em uma entrevista por Skype quanto em uma feita pessoalmente. Por isso, não se esqueça de agradecer pela oportunidade.

Uma dica a ser levada em conta: algumas empresas gravam as entrevistas para analisá-las mais profundamente. Faça o mesmo e estude quais são as suas fortalezas e quais aspectos você pode melhorar para as próximas entrevistas on-line.

Isto vai te ajudar a determinar como a sua voz, as expressões faciais e a linguagem corporal são captadas pela câmera, contribuindo para a sua confiança e a sua segurança. Lembre-se de que a tecnologia pode se tornar sua grande aliada na hora de procurar um emprego.

7 dicas para fazer uma carta de apresentação impecável

A carta de apresentação pode ser determinante para que você consiga ou não uma vaga. Veja 7 dicas para fazer uma que faça você brilhar aos olhos do recrutador

Uma boa carta pode ser a chave para conquistar a vaga desejada no mercado de trabalho e se destacar entre tantos outros candidatos.

A maioria das pessoas costuma esquecer-se das cartas de apresentação e valorizar apenas seus currículos.

Veja 7 dicas que podem ser usadas como um passo a passo para que você escreva uma carta impecável.

A maioria das pessoas costuma esquecer-se das cartas de apresentação e valorizar apenas seus currículos. Porém, o que elas não percebem é que uma boa carta pode ser a chave para conquistar a vaga desejada no mercado de trabalho e se destacar entre tantos outros candidatos. Você se sente perdido a cada vez que se vê obrigado a escrever uma carta de apresentação? Não tem problema: confira abaixo 7 dicas que podem ser usadas como um passo a passo para que você escreva uma carta impecável e conquiste o recrutador. 

1. Formato Profissional

A aparência da sua carta de apresentação conta muito porque, antes mesmo de ler as suas qualificações, o recrutador provavelmente observará em que formato essa carta foi escrita. Ela deve ser feita numa folha branca, com uma fonte simples como a Times New Roman, tamanho 11 ou 12, com o mínimo possível de frases sublinhadas, em negrito ou em itálico. A linguagem deve ser formal e, portanto, sem gírias, para evidenciar o seu profissionalismo.

Caso você vá enviar a sua carta de apresentação por e-mail, as regras são as mesmas, acrescentando apenas que você deverá avisar gentilmente no corpo da mensagem que está enviando o seu currículo e a sua carta em anexo (ex: “Por favor, veja minha carta de apresentação que está no anexo desse e-mail”).

Dica: nomeie adequadamente o arquivo da sua carta de apresentação, pois o recrutador provavelmente receberá mais de uma e será muito mais prático para ele saber de quem é cada uma. Por exemplo: ao invés de nomear simplesmente como “carta de apresentação”, escreva “João Silva carta de apresentação”. 

2. Linguagem formal

Mesmo que você trabalhe em áreas que exigem criatividade, como a publicidade e o design, escreva utilize a linguagem formal na sua carta de apresentação. É melhor mostrar a sua criatividade através de um portfólio. 

3. Priorize a individualidade

Pode parecer besteira, mas os recrutadores realmente percebem quando uma carta de apresentação é padrão e enviada exatamente igual a mais de uma pessoa. No cabeçalho, procure dirigir-se diretamente a quem irá ler o documento, colocando “Caro Sr. X”. 

4. Apresente-se efetivamente

O primeiro parágrafo geralmente é determinante para que o recrutador decida se irá continuar a ler sua carta de apresentação ou não, portanto, prenda a atenção dele logo nas primeiras linhas: comece escrevendo por que decidiu se candidatar a vaga, onde e o que estuda, qual cargo quer e por que o almeja. 

5. Escreva experiências que podem te destacar

Se, por exemplo, o cargo ao qual você está se candidatando exige conhecimento do Excel, e no passado você já fez um trabalho escolar em que teve que organizar em tabelas todas as finanças de uma empresa, escreva isso! Coloque no papel exemplos de atividades que você desenvolveu anteriormente e que de alguma forma aumentaram sua experiência com alguma habilidade requerida.

6. Conclua simples e objetivamente

Termine a carta reafirmando o seu interesse na vaga e propondo um encontro pessoal. Coloque seu número de telefone e seu e-mail a fim de facilitar um possível contato, e atenção: não afirme que você será a melhor escolha, porque não há como saber disso. No entanto, deixa claro que você se encaixaria perfeitamente ao cargo. 

7. Revise

Então você acha que depois de escrever a conclusão o seu trabalho acabou? Negativo. Releia a carta atenciosamente, procurando erros de grafia, acentuação, pontuação e informações duvidosas. Se quiser, chame seus pais ou uma pessoa de confiança e peça para que eles leiam e te digam se encontraram alguma dificuldade de entendimento. Muitas vezes é mais fácil uma pessoa de fora encontrar erros do que você mesmo.

Sucesso na carreira: Conheça as maneiras simples de crescer para quem está começando

Ter sucesso na carreira quando se está começando pode ser mais fácil do que parece

Quando começamos em uma carreira, é natural que tenhamos em mente resultados pessoais a longo prazo, ou seja, que pensemos em como crescer. Às vezes parece complicado, mas existem maneiras simples de alcançar o sucesso dentro da sua área e que você pode aplicar no dia-a-dia.

Antes de dar um passo maior na sua carreira, é preciso encontrar o emprego ideal, certo? Para aumentar as suas chances, insira uma carta de motivação junto ao seu CV . Nem sempre as empresas pedem, mas essa é uma maneira de fazer com que o recrutador te conheça melhor, além de fazer com que você se destaque entre os outros candidatos.

Não importa qual seja a sua área, network é tudo. Foque em construir conexões e mostrar que você está interessado em crescer. Não adianta ser um talento e ninguém te descobrir, não é mesmo? E você não deve esperar ser contratado para isso! Já na faculdade, vá a feiras de estágio, converse com pessoas, entre em contato. Quanto mais cedo você começa, mais cedo chegam os resultados.

Mantenha-se atualizado e pesquise. Nunca vá a uma entrevista de emprego sem ter certeza de que você sabe tudo que é importante sobre a empresa em questão. Mostre que você está por dentro do que acontece, acompanha o cotidiano e tem ao menos uma noção do que está acontecendo no mundo.

Algumas vezes, a vontade de desistir aparece e ser negativo a respeito da própria carreira começa a ser o único modo de pensar que temo. É difícil, mas busque se manter positivo . Cada pequena conquista conta, até mesmo uma entrevista que não foi para frente. Absorva os erros e fracassos como lições e experiência e use a seu favor.

Quando você finalmente encontrar o seu emprego ideal não tenha medo de fazer perguntas ! Questione, demonstre interesse e mostre que você está aberto a ouvir e aprender. Não existe pergunta ruim. Busque modelos e inspirações e tenha a mente aberta para receber críticas e saber entendê-las. O começo sempre é mais complicado, mas, com o tempo, tudo se ajusta. Boa sorte!

Como explicar seus pontos negativos em uma entrevista de emprego

Passar por uma entrevista de emprego já é uma situação estressante e pode ser ainda pior se você não souber como explicar seus defeitos. Veja como responder de forma realista e sem se prejudicar

O objetivo principal em uma entrevista de emprego é vender as suas qualidades e talentos para ser contratado. No entanto, em algum ponto da conversa o recrutador vai chegar aos seus pontos negativos.

Ninguém gosta de falar sobre os seus defeitos, especialmente numa ocasião em que vale tanto quanto um emprego. Nesse momento a transpiração, o nervosismo e as dúvidas começam a aparecer e nós perdemos completamente a capacidade de responder de forma sensata.

Você não vai conseguir fugir desse tipo de pergunta, mas pode se sair bem se souber o que os entrevistadores esperam de você nesses casos.

Fique atento aos rumos que a conversa está tomando

Antes de tudo, é necessário que você esteja alerta, para não ser pego desprevenido. Fique atento aos rumos que a conversa está tomando para que você saiba como se sair no momento em que as perguntas embaraçosas começarem.

Converta qualquer característica negativa em uma afirmação positiva

Além disso, é muito importante que você não seja excessivamente negativo. Converta qualquer característica negativa ou deficiência em uma afirmação positiva ou ponto forte.

Conte seus defeitos de forma realista, mas adicione à explicação tudo aquilo que você tem feito para superar o problema.

Lembre-se de mostrar ao recrutador como você é capaz de solucionar problemas

Outra pergunta que pode ser complicada de responder é aquela que questiona quais foram os maiores erros que você já cometeu.

Aproveite a oportunidade para, além de contar os seus erros, mostrar como você tirou deles uma lição e mais importante: como você aplicou o que aprendeu na sua vida. Lembre-se de mostrar ao recrutador como você é capaz de solucionar problemas.

Mas o melhor truque para escapar desse tipo de perguntas sem prejudicar suas possibilidades de conquistar o emprego é pensar previamente sobre as suas qualidades e conhecimentos, assim como sobre os seus defeitos.

Avalie de forma realista quais são seus pontos fortes e fracos

Seja honesto consigo mesmo e avalie de forma realista quais são seus pontos fortes e fracos. Dessa maneira você vai conseguir desenvolver uma boa linha de raciocínio durante a entrevista e as respostas soarão de forma natural, sem parecer um discurso premeditado.

8 profissões que prometem emprego garantido

Mesmo em tempos de crise, existem algumas áreas que sempre prometem emprego garantido para quem é capacitado nelas. Confira

Escolher uma carreira nunca é fácil. É importante pensar bem na sua escolha.

Entre os fatores que você deve levar em consideração, os seus interesses e habilidades sempre devem ser prioridade

Confira 8 áreas que prometem ser interessantes para novos profissionais.

Escolher uma carreira nunca é fácil. Por isso, é importante pensar bem na sua escolha. Entre os fatores que você deve levar em consideração, os seus interesses e habilidades sempre devem ser prioridade, mas também deve-se levar em consideração como será conseguir um emprego na área. Mesmo com o mercado de trabalho sofrendo com a crise, algumas profissões prometem se destacar nos próximos anos.

A seguir, confira 8 áreas que prometem ser interessantes para novos profissionais:

Asian woman farmer hold document files point pen to green lettuce for asian man scientist look come check quality of green vegetable in greenhouse hydroponic farm.Small business entrepreneur concept

1) Agronegócio

O setor é muito amplo, visto que abrange todas as atividades e empresas ligadas à produção de grãos e alimentos. A indústria de máquinas agrícolas, fertilizantes e rações e as próprias plantações fazem parte dessa gama de oportunidades que os profissionais podem atuar.

Com o aumento da população mundial, a busca por alimentos será maior e, portanto, o Brasil promete se destacar como um grande produtor de alimentos. Com isso, os formados em Agronomia, Engenharia Agrícola, Zootecnia, Engenharia de Alimentos, Medicina Veterinária e Engenharia de Pesca prometem ter mais oportunidade de trabalho.

2) Construção civil

O setor está aquecido pelo investimento de obras feito pelo governo por meio do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC). Portanto, a necessidade de profissionais qualificados para atuar no mercado aumentará. Uma boa chance para os graduados em Engenharia Civil, Arquitetura, Urbanismo, Construção de Edifícios, Engenharia de Agrimensura, Engenharia Hídrica e Logística e Transportes.

3) Energia

Para crescer qualquer país precisa de energia. As duas principais fontes hoje são petróleo e fontes de energia renováveis. Com a descoberta da camada pré-sal, que promete deixar o Brasil na lista dos dez países com maior reserva do planeta, novas oportunidades surgirão.

A busca por fontes de energia limpa também promete aquecer o setor, visto que todos os países buscam não depender mais do petróleo, fonte de energia que libera muitos gases poluentes. Profissionais aptos para buscar novas maneiras e utilizar as já existentes serão necessários. Haverá vagas para os graduados em Geologia, Biocombustíveis, Produção Sucroalcooleira e Mineração, Petróleo e Gás e em Engenharias como de Petróleo, de Segurança do Trabalho, de Produção e Química.

4) Ensino

Com o aumento do poder de consumo da população não apenas é apenas o comércio que fica aquecido, mas a educação também. Com isso, novas oportunidades são criadas para os formados em cursos de Pedagogia, Ciências Biológicas, Geografia, História, Matemática, Letras e outras licenciaturas. Dois segmentos precisarão de funcionários, tanto a formação de professores quanto profissionais para desenvolver e fornecer novos serviços educacionais, especialmente para educação a distância.

5) Meio Ambiente

O tema está em pauta na grande maioria das empresas que com o tempo passaram a buscar o desenvolvimento sustentável. Essa modalidade de negócio pretende que a natureza seja explorada de forma consciente e responsável e consiga gerar riquezas às empresas, que precisam dos materiais disponíveis no ambiente.

A área cresce e o profissional que estiver inserido nesse cenário poderá ajudar empresas a se adequarem nesses padrões, controlar a poluição e elaborar formas de reaproveitar os resíduos produzidos. Profissionais graduados em cursos como Química, Biotecnologia, Engenharia Hídrica, Engenharia Florestal, Engenharia Ambiental, Ecologia, Ciências Biológicas e Gestão Ambiental terão chance nessa área.

6) Negócios

Os estudantes dos cursos de Administração, Ciências Econômicas, Comércio Exterior, Relações Internacionais, Gestão de Recursos Humanos e Marketing têm vagas de estágio para escolher. O motivo de todas as empresas procurarem por estudantes ou graduados nesse curso é decorrente da globalização, que fez com que todas as companhias necessitassem de pessoas capazes de cuidar dos negócios e se comunicar com o mundo inteiro.

7) Tecnologia

A inovação e a competitividade entre as empresas fazem com que a demanda por profissionais que lidem com tecnologia e informática só aumentem. O ritmo com que novas ferramentas e necessidades surgem não é tão rápido quanto o de profissionais que se formam no mercado. Portanto, estudantes graduados em cursos como Sistemas de Informação, Gestão de Tecnologia da Informação, Engenharia de Telecomunicações, Rede de Computadores, Ciência da Computação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Engenharia da Computação têm oportunidades garantidas.

8) Saúde

A preocupação com a qualidade de vida só aumenta. Assim, como a expectativa de vida no país. A procura por profissionais especializados em cuidado com os idosos tende a aumentar bem como novos produtos e serviços para a população preocupada em envelhecer com qualidade. O setor público está carente de mão de obra e com o aumento do poder de compra mais pessoas buscam planos de saúde, o que aquecerá a área também. Haverá oportunidades para graduados em Medicina, Gerontologia, Educação Física, Esporte e Lazer, Fisioterapia, Nutrição, Fonoaudiologia, Musicoterapia, Naturologia, Enfermagem e Farmácia.

15 perguntas que podem ser feitas em uma entrevista de emprego em inglês

Especialista seleciona 15 perguntas que possivelmente serão feitas em uma entrevista de emprego em inglês. 

Ter uma boa formação acadêmica já não é suficiente para conseguir uma vaga no mercado de trabalho.

Saber os termos técnicos da área e estar preparado para as questões comuns pode facilitar o processo.

Ler artigos técnicos e publicações segmentadas auxiliam no melhor desempenho de aprendizagem.

Ter uma boa formação acadêmica já não é suficiente para conseguir uma vaga no mercado de trabalho. Os profissionais devem saber que o domínio da língua inglesa, por exemplo, é um dos itens a mais que precisam estar presentes no currículo. Ainda no processo seletivo, é possível notar essa exigência. Mas, você sabe como se sair bem em uma entrevista de emprego em inglês?

De acordo com o portal InfoMoney, por mais que o candidato acredite que tem conhecimento suficiente da língua, é importante estar preparado. Pensando nisso, o diretor da Achieve Languages, João Tomazeli, ensina 15 passos para ser bem sucedido em uma entrevista em inglês. “Dicas simples são úteis para candidatos que estudam inglês, mas ainda não dominam 100% o idioma”, explica. Lembre-se que o mais importante nesses casos é nunca mentir sobre o seu real nível de conhecimento.

Segundo Tomazeli, é importante que, além de conhecer as expressões técnicas, tenha-se domínio sobre os assuntos relativos ao segmento e à indústria às quais a empresa pertence. Além disso, ler artigos técnicos e publicações segmentadas auxiliam no melhor desempenho de aprendizagem.

Confira as 15 perguntas elaboradas pelo diretor, que podem ser feitas em uma entrevista de emprego em inglês:

1. Tell me about yourself. / Me fale sobre você.

2. Tell me about your 3 greatest achievements. / Fale sobre suas 3 maiores realizações.

3. Are you satisfied with your career to date? / Você está satisfeito com sua carreira até hoje?

4. Tell me about a difficult situation you have faced and how you tackle it. / Me fale de uma situação difícil que você já se deparou e como você a encarou.

5. What do you like about your present job? / O que você gosta no seu atual emprego?

6. What do you dislike about your present job? / O que você não gosta no seu atual emprego?

7. What are your strengths? / Quais são os seus pontos fortes?

8. What is your greatest weakness? / Qual é o seu maior ponto fraco?

9. Why do you want to leave your current employer? / Por que você quer sair do trabalho atual?

10. Why should we hire you? Or Why do you think you are the best candidate for this position? / Por que deveríamos contratá-lo(a) ou Por que você acha que você é o melhor candidato para essa vaga?

11. What is your opinion about the financial crisis in Europe? / Qual é a sua opinião sobre a crise financeira da Europa?

12. What is your view about the World Cup being held in Brazil? / Qual é a sua opinião sobre a Copa do Mundo no Brasil?

13. What do you think is the trend for retail companies? / Em sua opinião, qual será a tendência no mercado para empresas de varejo?

14. Do you think the economic prosperity in Brazil will continue in the next 10 years? / Você acha que a prosperidade econômica no Brasil vai continuar nos próximos 10 anos?

15. Do you think the real estate price will continue to raise in Brazil in the next years? / Você acha que o preço dos imóveis vai continuar a aumentar no Brasil nos próximos anos?

Quais as principais causas do desemprego e como contorná-las?

Sabia que a falta de capacitação acadêmica é uma das principais causas do desemprego? Veja como solucionar isso!

Entre os meses de julho a setembro de 2017, a taxa de desemprego no Brasil ficou em 12,4% 

Por mais que existam indicadores de que essa fase caminha para o seu final, ainda não sentimos nada no dia a dia. 

Neste artigo listamos as principais causas do desemprego e o que pode ser feito para contorná-las.

Embora tenha perdido força no último ano, o desemprego no Brasil continua assustando. Sabemos que você já deve ter visto ou ouvido essa frase por diversas vezes nos últimos meses, em noticiários de TV, no rádio e em sites de notícias. As causas do desemprego são várias e é preciso entendê-las para agir de maneira correta e conseguir contornar a situação.

O nosso país vive uma crise econômica já faz algum tempo. Para se ter uma ideia, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre os meses de julho a setembro de 2017, a taxa de desemprego no Brasil ficou em 12,4% — o que corresponde a 13 milhões de brasileiros desempregados.

Por mais que existam indicadores de que essa fase caminha para o seu final, ainda não sentimos nada no dia a dia. Pelo contrário, é cada vez mais comum encontrarmos conhecidos que perderam o emprego recentemente; isso quando não somos nós mesmos os próprios atingidos pela situação.

Somados a isso, existem outros fatores que contribuem para que a conquista de um novo (ou primeiro) emprego não seja uma tarefa fácil no atual momento. Por isso, neste artigo listamos as principais causas do desemprego e o que pode ser feito para contorná-las.

Acompanhe!

Crise econômica

Conforme citamos na introdução deste texto, ainda não nos livramos da grave crise econômica que se instaurou no Brasil há algum tempo.

Um país que passa por uma situação dessa vê o consumo de bens e serviços diminuir consideravelmente. Como consequência, diversas corporações optam pelo desligamento dos funcionários como uma possível solução para diminuir despesas e manter-se competitivas no mercado.

Para conseguir contornar essa delicada situação, é necessário compreender a gravidade do momento e não desanimar. Sabemos que, em casos de desemprego, é bastante comum a pessoa se sentir mal, com autoestima baixa e, em alguns casos, até próximas de entrarem em depressão. Mas nada disso, ok?

Se por um lado a crise nos afeta tanto, por outro ela nos mostra diversas possibilidades que até então não enxergávamos. Por exemplo, você já pensou em empreender? Já imaginou que aquele seu talento, que não praticava mais por falta de tempo ou disponibilidade, pode se tornar uma boa forma de renda?

Portanto, comece a pensar nisso! Estude meios de tornar o projeto viável, procure parcerias para ajudá-lo e invista nessa ideia. Afinal, o que você tem a perder, não é mesmo?

Redução de custos

Outra grande causa do desemprego é a redução de custos pela qual as empresas passam em nos momentos de crise. Muitos cargos são cortados, há diminuição de colaboradores e a corporação, consequentemente, passa a produzir menos.

Entrar no mercado de trabalho ou obter uma recolocação num cenário desse torna-se, portanto, uma missão bastante complicada. E o que fazer para driblar esse problema?

A dica aqui é encarar a situação e se empenhar ainda mais em suas tarefas diárias. Se antes você saía de casa duas vezes por semana para procurar emprego, passe a fazer isso quatro vezes; se consultava sites de emprego apenas no início da manhã, passe a fazer isso no começo da tarde e também à noite.

As empresas estão reduzindo custos e diminuindo seus quadros de funcionários, mas isso não quer dizer que você não atenda ao perfil que ela procura. Para isso, seja mais flexível nesse momento, reveja suas qualificações, funções e remunerações. Talvez,  você possa considerar uma mudança de área profissional.

Contudo, muito cuidado, ok? Você precisa saber até onde pode e quer ir, levando em consideração suas necessidades profissionais e financeiras.

Necessidade de profissionais mais capacitados

Outra importante causa do desemprego e que atinge grande parcela da população, sem dúvida alguma, é a necessidade de profissionais mais capacitados nas empresas. Existem, inclusive, muitas corporações com vagas em aberto para determinados cargos, mas que não são ocupados por falta de qualificação.

Investir em capacitação acadêmica é, certamente, uma das principais atitudes que os candidatos a uma vaga de emprego devem ter. Se ainda não possui um curso superior na área de atuação, já está mais do que na hora de fazê-lo. Se já tem uma graduação, nada de ficar parado; especializar-se em uma pós-graduação é fundamental para que uma empresa veja em você um potencial colaborador.

Portanto, em vez de ficar lamentando a falta de emprego, utilize esse tempo para investir em você mesmo. Mantenha-se informado e atualizado sobre a sua área de atuação e seja um profissional antenado a tudo o que acontece no meio. Sem dúvida, você estará à frente de seus concorrentes e se mostrará um forte candidato ao emprego que tanto almeja.

Programas de intercâmbio em outros países também são ótimas opções para enriquecer o seu currículo e fazer de você um profissional mais completo. Existem programas acessíveis e de qualidade, proporcionando a você todo o aprendizado de que necessita para sua trajetória profissional. Depois, ao buscar a sua vaga naquela empresa dos seus sonhos, você contará com um diferencial bem atrativo.

Substituição de mão de obra por máquinas

Essa realidade é cada vez mais observável. Nos terminais de autoatendimento em bancos, nos shoppings, nos supermercados e em vários outros estabelecimentos, há cada vez mais máquinas fazendo o trabalho repetitivo que os humanos costumavam fazer. Em indústrias, boa parte dos processos de trabalho é automatizada. Essa é uma tendência para o futuro, estima-se que o número de profissões cujas funções podem ser robotizadas aumentará consideravelmente neste século.

Daí você pensa: “Poxa, não tenho nada o que fazer. É a tecnologia, e não posso competir com uma máquina”. Pode até ser que não, mas você pode aprender a trabalhar nesse novo cenário e fazer dela uma grande aliada.

Por mais que diversas máquinas estejam fazendo as tarefas que antes o ser humano fazia, é bom lembrar que por trás de toda essa tecnologia existem pessoas trabalhando em sua programação e operação. Então, por que você não se prepara para fazer parte desse time?

Existem diversos cursos voltados para a área de tecnologia, em que é possível um aprendizado de qualidade e que o deixará apto para trabalhar com diferentes tipos de máquinas (e não ser substituído por elas). Portanto, procure sempre ver a metade do copo cheio e não desperdice as oportunidades que batem à sua porta.

E então, gostou do nosso artigo? Viu só como as principais causas do desemprego podem ser contornadas e, até mesmo, lhe render ótimas oportunidades? Baixe nosso e-book e descubra qual é a profissão ideal para o seu futuro!

7 habilidades que realmente importam no currículo

Embora seja essencial usar o currículo para mostrar suas capacidades, é preciso saber quais informações fazem mais diferença no documento. Aprenda a escolher as habilidades certas.

Comunicação

A comunicação pode aparecer de diversas formas. É importante que você desenvolva essa habilidade em todas elas. Você precisará se sentir confiante para qualquer tipo de conversa, seja cara a cara, por telefone ou mesmo por e-mail.

Lembre-se de que no ambiente de trabalho você precisará se sentir seguro para manter contato com os seus superiores. Essa habilidade deve brilhar no seu currículo fazendo com que você seja reconhecido como um comunicador nato.

2. Software

O mundo está cada vez mais tecnológico, por isso, é fundamental que você tenha intimidade com esse ramo. Provavelmente isso não será tão difícil, já que os novos profissionais levam vantagem por terem sido criados em um ambiente mais favorável a esse tipo de desenvolvimento.

Reúna em seu currículo toda a informação relevante a respeito da sua relação com a tecnologia. Fale de cursos que você fez e softwares que você domina.

3. Escrita

Não importa para qual área você trabalhe, saber escrever sempre será fundamental.

Saber escrever é uma parte significativa do sucesso em uma carreira e você precisa se sentir seguro sobre isso. Cada linha do seu currículo é uma chance para mostrar as suas habilidades de escrita, portanto, saiba como aproveitar a oportunidade. Faça um texto correto e formal – mas prefira as palavras mais simples! E lembre-se de corrigir a sua gramática antes de enviar o documento.

4. Gerenciamento de tempo

Com a quantidade de informações que chegam a você por minuto, seja lá em qual área você esteja inserido, é fundamental ser capaz de priorizar e hierarquizar as tarefas do seu dia.

Para os recrutadores isso é essencial. O que eles procuram são candidatos capazes de lidar com diversos projetos ao mesmo tempo, em deadlines curtos e sem supervisão constante. Você pode mostrar que é capaz de fazer isso listando as suas atividades relevantes da universidade.

Group of Business Talking in a Meeting

5. Networking

Talvez você ainda não tenha entendido, mas contatos são tudo na vida profissional.

O mercado de trabalho é assim: funciona se você conhece as pessoas certas. Isso importa tanto porque os seus contatos podem ser úteis para a empresa no período em que você estiver lá.

Portanto, trate de construir relações com pessoas de diferentes cursos e salas enquanto você estiver na Universidade. Invista também em eventos da indústria na qual você trabalha, para conhecer os grandes nomes da área. Você não pode citá-los no seu currículo, mas eles poderão ajudá-lo a levar o seu currículo para onde você deseja.

6. Liderança

Mesmo que você faça parte de uma equipe comandada por outra pessoa, não se iluda acreditando que os recrutadores procuram por funcionários “submissos”.

Claro que você não deve questionar qualquer ordem que receber, mas as empresas procuram colaboradores capazes de assumirem projetos e driblarem imprevistos. Mencione no seu currículo as atividades que você exerceu e que podem dar ao recrutador uma ideia da sua capacidade de decisão.

7. Integridade

Embora pareça óbvio, nunca é demais ressaltar que as empresas buscam pessoas com valores. Claro que esse tema é muito subjetivo e exatamente por isso os recrutadores vão tentar identificar em você os mesmos objetivos da companhia.

Talvez você não compartilhe de todos eles, mas procure deixar claro que você é uma pessoa íntegra, honesta e capaz de exercer suas funções com base em uma “crença” coletiva, que seria a missão da empresa.

12 estratégias cientificamente comprovadas para se concentrar melhor

A capacidade de permanecer focado em um projeto é uma qualidade almejada por qualquer pessoa

Uma concentração elevada é a chave para manter a produtividade e acabar de vez com a procrastinação.

Com tantas opções, parece impossível não se deixar levar por um minutinho de folga.

Diversas técnicas comprovadas por estudos e pesquisas ajudam a treinar o cérebro para manter o foco por mais tempo.

No entanto, com rotinas cada vez mais atribuladas e dependentes da tecnologia, é incontável o número de distrações a que estamos continuamente expostos. Notificações das redes sociais, chamadas, mensagens, um alerta sobre um vídeo novo que foi lançado no seu canal favorito — tudo isso competindo com o barulho de fundo da TV.

Com tantas opções, parece impossível não se deixar levar por um minutinho de folga. O problema é que esse minuto quase sempre se estende e quando você percebe o dia está acabando sem que suas atividades tenham sido cumpridas.

Felizmente, a ciência pode ajudar nesse caso: diversas técnicas comprovadas por estudos e pesquisas ajudam a treinar o cérebro para manter o foco por mais tempo. Está interessado? Continue lendo e conheça as mais eficientes dicas de concentração!

1. Usar a metacognição

A metacognição é o conhecimento e o controle dos nossos próprios processos cognitivos. Basicamente, somos capazes de “pensar sobre nossos pensamentos”, avaliá-los e buscar meios de controlá-los.

Entender aspectos como o funcionamento da sua atenção, as distrações que mais afetam você e o momento em que você começa a se cansar é fundamental para gerenciar seus recursos mentais e até mesmo definir o melhor período para estudar.

2. Fazer pausas periódicas

Um estudo realizado na Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, concluiu que ambientes naturais, como parques e praças, possuem alto poder de redução da fadiga. Portanto, ao se sentir cansado e irritado com o projeto em que está trabalhando, saia para dar uma volta.

Você também pode fazer uma pausa breve para ver um vídeo, conversar com um amigo ou mesmo só relaxar, sem fazer nada — o importante é não tentar ir além do seu limite. Momentos breves de descanso são fundamentais para recarregar as energias.

3. Treinar o cérebro

Cada vez mais pesquisas comprovam que é possível treinar nossa capacidade mental. Isso acontece porque o treinamento promove mudanças na conexão das estruturas da rede frontoparietal do cérebro, onde acontece o processamento da atenção.

Exercícios de raciocínio lógico, palavras-cruzadas e charadas são alguns exemplos de ferramentas simples que podem ajudá-lo a manter a atividade cerebral em alta.

4. Manter o ambiente organizado

Eliminar as distrações presentes no ambiente onde você estuda vai ajudar muito na sua concentração. Verifique se você está livre da televisão, de músicas ou mesmo de seus familiares e amigos conversando. Essas coisas atraem sua atenção, desviando seu foco e impedindo-o de se dedicar ao que realmente precisa.

Outro fator importante é o conforto. Certifique-se de que você não está com frio ou quente demais, que a sua cadeira ajuda na sua postura e que a quantidade de luz é adequada.

5. Praticar meditação

Um artigo publicado na revista científica PNAS (Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America) afirma que treinar a meditação por 20 minutos diários, durante cinco dias, é o suficiente para melhorar o rendimento em testes de atenção. Além disso, a prática também ajuda a reduzir a ansiedade e a fadiga.

6. Gerar gatilhos mentais

De acordo com o cientista russo Ivan Pavlov, famoso na psicologia, alguns estímulos, quando bem treinados, são capazes de gerar reações imediatas em nós. Se você percebe que se distrai facilmente com pensamentos aleatórios, tente estabelecer uma frase de orientação que faça você voltar para aquilo que realmente importa. Você pode definir seu próprio método ou escolher frases mais óbvias.

Opções como “concentre-se”, “volte aos estudos” e “foco” poderão ajudá-lo a levar o pensamento para os rumos corretos. Também é possível usar músicas ou alarmes no celular. Com o tempo, essas atitudes se tornam hábitos, e o simples ato de pensar na palavra certa vira um gatilho para restabelecer seu foco.

7. Jogar videogame

Um estudo da Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, publicado na revista Nature, aponta que as pessoas que jogam games de ação melhoram sua atenção visual seletiva, além de serem mais capazes de atender rapidamente a estímulos. Essa pode ser uma ótima opção para se distrair enquanto estimula sua cognição.

8. Mudar a rotina

Isso vai impedi-lo de se sentir entediado com as mesmas tarefas diariamente. Estabeleça um cronograma que alterne materiais e tarefas por grau de dificuldade ou tipo de estratégia estabelecida para a prática. Variar o modo como o conteúdo é visto manterá você motivado e evitará o tédio.

Outro ponto que pode ajudar bastante é mudar o local de estudos. Se você geralmente fica no seu quarto, vale tentar alguns lugares diferentes de vez em quando: leia um livro na praça ou no parque, faça atividades na biblioteca da escola ou da cidade, ou até mesmo mude sua mesa de estudos de posição — o importante é criar situações novas para manter o corpo em alerta.

9. Controlar a ansiedade

É comum ter tantas tarefas a ponto de sentir dificuldades para priorizar. Essa situação traz pensamentos negativos, estresse e preocupações desnecessárias, que acabam atrapalhando seu desempenho.

Use agendas e cronogramas para organizar suas atividades e controlar a ansiedade. Faça listas organizadas por ordem de prioridade e estabeleça um tempo para cada tarefa, assim você evita pensar em tudo ao mesmo tempo. Além disso, é uma ótima sensação poder riscar um compromisso da agenda logo depois de cumpri-lo.

10. Praticar exercícios físicos

Estudos publicados na revista Experimental Educational Psychology apontam que o exercício físico pode melhorar consideravelmente o rendimento cognitivo. Segundo a pesquisa, o exercício aeróbico breve (até 12 minutos), por exemplo, melhora a capacidade de atenção seletiva em crianças.

Tire um tempo do seu dia para caminhar, correr, ir à academia ou praticar algum esporte que o interesse. Se não puder se exercitar todos os dias, tente encaixar as atividades na rotina ao menos três vezes na semana. Manter o corpo saudável ajuda a equilibrar a mente, diminuir o stress e controlar a ansiedade — além de proporcionar ótimas noites de sono.

11. Tornar o assunto mais interessante

É fato que sempre vai existir algum assunto sobre o qual não temos a mínima vontade de estudar, mas sabemos que não pode ser dispensado. Quando você não se interessa pela atividade, manter a concentração é praticamente impossível — uma mosca passando na sua frente será muito mais atraente.

Para solucionar esse problema, tente deixar o assunto mais dinâmico: veja filmes, leia livros de ficção que abordam o tema, procure um bom documentário, peça ajuda de amigos. Vale tudo para deixar o tema mais atraente.

12. Cuidar da saúde

Nossa disposição física também reflete (e muito) na nossa capacidade de concentração. Se você passar noites sem dormir bem, não há café que possa ajudá-lo a manter o foco. O ideal para um adulto é dormir, no mínimo, 8 horas por dia.

Outro ponto importante é a alimentação. Você precisará de alimentos que forneçam energia, mas que não sejam pesados demais, para não causar aquela sensação de desconforto e sono. Mantenha uma alimentação saudável, coma de três em três horas e beba muita água!

Seguindo essas dicas de concentração, manter o foco certamente será muito mais fácil. Além de ser mais produtivo, você conseguirá aprender melhor e ter resultados muito mais satisfatórios.

Agora, que tal aproveitar um momento de descanso para compartilhar esse texto nas suas redes sociais?

8 frases que vão te ajudar em entrevistas de emprego

Mostrar atenção e interesse na entrevista vai demonstrar ao entrevistador que você é uma pessoa com iniciativa e, portanto, mais produtivo.

Os requisitos para entrar no mercado de trabalho é exigente e competitivo.

Saber trabalhar em equipe, ter humildade e versatilidade são pontos valorizados pelos recrutadores.

Preparar algumas frases podem servir de apoio e favorecem a entrevista.

Poucas coisas deixa alguém tão nervoso como uma entrevista de trabalho. Por mais terrível que possa parecer ter que sentar e falar de si mesmo com um recrutador, é algo que 99% das pessoas tiveram que passar ao menos uma vez.

Com um pouco de prática e algumas frases na cartola é possível se desenvolver numa entrevista de emprego deixando uma boa impressão.

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e exigente. Por isso, durante uma entrevista de emprego, é essencial que o candidato esteja preparado para uma disputa acirrada pela colocação profissional.

A personalidade, as fortalezas e debilidades, a experiência e, claro, o motivo pelo que se aspira a uma vaga de emprego, são os assuntos que mais se comentam numa entrevista.

Não há uma fórmula mágica para ser aprovado em um processo seletivo, mas existem algumas frases de impacto que fazem os olhos dos gestores brilharem e não podem ficar de fora do discurso.

 1) “Eu cumpria com todas as minhas obrigações no meu antigo trabalho”

Os gestores estão interessados em contratar profissionais que entreguem bons resultados. Por isso, mencione as experiências de sucesso que teve nas empresas que já trabalhou ou em projetos da faculdade.

2) “Sou uma pessoa agradável”

Saber trabalhar em equipe e respeitar os colegas de departamento são características muito valorizada pelos empregadores. Pessoas autoritárias e egoístas costumam ter dificuldade para conviver em harmonia.

3 – “Estou muito empolgado para trabalhar aqui”

Os recrutadores e gestores querem contratar pessoas com atitude positiva sobre o novo emprego. Dizer que está empolgado para começar na nova função mostra interesse e motivação. Se essa frase vier acompanhada de conhecimentos sobre a história da empresa e dos processos realizados ali, com certeza você irá se destacar.

4 – “Estou disposto a ouvir e aprender”

É importante para os chefes que seus funcionários estejam prontos para ouvir feedbacks positivos e, principalmente, negativos em relação ao trabalho. Ter humildade e saber interpretar as críticas como oportunidades de crescimento são atitudes muito valorizadas.

5 – “Sou uma pessoa versátil”

Candidatos com experiências diversificadas e que não vejam problema em desenvolver projetos diferentes dos de costume ganham pontos na entrevista. Em um mercado que vive em constante mudança, é essencial saber se adaptar à novas situações.

6 – “Sou confiável”

Lealdade é uma característica essencial a qualquer empregado. Os gestores precisam ter certeza de que poderão contar com a ajuda e apoio de seus funcionários, nos bons e maus momentos. Responsabilidade e compromisso também são essenciais.

7 – “Vou fazer todas as minhas tarefas com excelência”

Os gestores querem pessoas focadas na realização de suas tarefas e que não encarem desafios de forma negativa. Isso não quer dizer que o funcionário será obrigado a entregar resultados perfeitos, mas que precisa dar seu máximo em todas as atividades propostas.

8 – “Você não precisa me pedir duas vezes”

Não basta falar! É preciso mostrar interesse e atenção durante as entrevistas, para convencer o recrutador de que você é, de fato, uma pessoa atenta. Para o gestor, essa característica indica que o funcionário terá iniciativa e será mais produtivo.


Translate »